A semana

O Robinson Crusoe dos tempos modernos

O Robinson Crusoe dos tempos modernos

Quantas vezes você já não disse que se pudesse abandonaria tudo e iria viver numa ilha deserta? O que distancia você do australiano David Glasheen, que de fato vive há muito tempo como ermitão numa ilha, é que ele tinha US$ 10 milhões para perder – e os perdeu em um único dia em 1987, quando quebraram as bolsas da Ásia e da Oceania levando todo o seu investimento. O falido Glasheen foi-se então para a Restoratiom Island, e lá está até hoje comendo caranguejos e bebendo água de coco como se fosse o personagem clássico Robinson Crusoe. Na semana passada, a paz de Glasheen foi quebrada porque a Justiça australiana o intimou a deixar o seu paraíso, acolhendo pedido de seus proprietários. O fato é que nosso moderno Crusoe de novo naufragou nos negócios: ele prometera construir um resort na ilha, mas o tempo passou e nada foi feito. Sem dinheiro, começou agora a pedir doações. A ilha é avaliada em US$ 3 milhões. Por enquanto Glasheen não conseguiu angariar mais que US$ 2,4 mil.