Edição nº2467 24.03 Ver edições anteriores

A vez do pequeno

O governo fará mudanças no sistema brasileiro de inspeção de produtos de origem animal. A ideia é que municípios e Estados, junto com a União, avaliem o padrão de excelência e higiene dos alimentos

Agricultura
A vez do pequeno

BOECHAT-ABRE-IE-2255.jpg

O governo fará mudanças no sistema brasileiro de inspeção de produtos de origem animal. A ideia é que municípios e Estados, junto com a União, avaliem o padrão de excelência e higiene dos alimentos. Assim, um queijo-minas fabricado e fiscalizado localmente poderá ser vendido em todo o País. A ordem de simplificação dada pelo Planalto ao ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, favorecerá o pequeno produtor rural. Hoje, o que é inspecionado pelo município só é negociado no município e o avaliado pelo Estado tem comércio restrito ao Estado. Apenas produtos com selo SIF têm venda livre no Brasil.

Transportes
Mãos à obra

Um estudo do Banco Mundial que será apresentado ao governo federal durante seminário na segunda-feira 28, em Salvador, prevê que o Brasil vai precisar investir muito para elevar o PIB do Vale do Rio São Francisco. As propostas de reestruturação logística para a região feitas pelo BIRD incluem a construção e a pavimentação de 1.545 km de rodovias, apenas no Piauí e na Bahia, entre outras necessidades. O trabalho foi encomendado ao banco pela Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba).

Energia
Contra o breu

BOECHAT-01-IE-2255.jpg

Se não ocorrer imprevistos de última hora, a Eletronorte energizará nas próximas semanas o linhão (1,6 mil km) de 500 mil volts que vai levar energia da Hidrelétrica de Tucuruí até Manaus. O trecho mais difícil da montagem já foi superado – a colocação dos cabos de alta tensão sobre trecho do rio Amazonas e a instalação de fibra óptica junto à rede. Quando tudo estiver ok, os apagões serão coisa do passado na capital amazonense.

Política
Mais cedo

A eleição para a Presidência da Câmara dos Deputados deve ser 4 de fevereiro, e não sexta-feira 1º. Entre outras razões, a antecipação visa facilitar a votação do Orçamento da União de 2013, pelo Legislativo, na primeira semana de fevereiro.

Mundo
Destino preferido

Em Washington, o Departamento de Estado estima que dois milhões de brasileiros visitarão os EUA neste ano. De janeiro a dezembro passado, 1,8 milhão de pessoas saíram de nosso país com destino a cidades americanas. A taxa de rejeição de vistos foi de 3,8%, em 2012. Quando se chega a uma taxa abaixo de 3% a exigência de prévia autorização costuma deixar de existir, num acordo entre países.

OAB
Menos da metade

Ainda é um desafio no Brasil a certificação digital dos advogados – também chamada carteira de identidade eletrônica do profissional do direito. De 2009 até agora, apenas 14,4 mil advogados obtiveram o registro, segundo a OAB. O número corresponde a cerca de 20% da classe.

Judiciário
Ayres no tribunal

BOECHAT-02-IE-2255.jpg

Quase três meses após sair do STF, Carlos Ayres Britto vai voltar a uma Corte de Justiça. Falará sobre “Os desafios e avanços da promoção e proteção dos direitos humanos no Brasil”, na Costa Rica, dia 6 de fevereiro. Antes de subir na tribuna verá a Corte Interamericana de Direitos Humanos, dia 4, julgar processo em que 27 juízes querem voltar à Corte Suprema de Justiça do Equador, de onde foram sumariamente demitidos, em 2004. Na mesma data, o advogado brasileiro Roberto Caldas tomará posse como juiz da CIDH.

Aviação Civil
No céu e na terra

BOE-04-IE.jpg

A Anac registrou 1.059 novas aeronaves no Brasil no ano passado – a frota nacional soma 19.769 unidades. São aviões de instrução privada, de linha aérea regular, de táxi aéreo e de transporte particular, além dos experimentais. O diretor-presidente da agência, Marcelo Guaranys, diz que a quantidade de aeronaves fez subir emissão de licenças para piloto de avião (5.165) – recorde nos últimos seis anos.

Medicina
Doutores em ação

BOE-05-IE.jpg

O Conselho Federal de Medicina começou na terça-feira 22 a debater regras para a atuação de médicos estrangeiros no Brasil, nos megaeventos internacionais, a começar pela Copa das Confederações da Fifa, em junho. “Precisamos garantir a segurança e o bom exercício da medicina” afirma Emmanuel Fortes, vice-presidente do CFM e coordenador do grupo que fixará as normas. Entre as preocupações está a capacidade de atendimento de urgência e emergência nos estádios. O pacote servirá ainda para os grandes shows musicais.

Esporte
Abriu o cofre

A Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno receberá R$ 7,8 milhões do Ministério dos Esportes para investir no centro de treinamento que mantém em Deodoro, zona oeste do Rio de Janeiro. Verba a ser liberada ao longo de dois anos. Outros R$ 10 milhões da União chegaram à UFRJ. Serão utilizados em obras físicas e na compra de equipamentos para o Ladetec, laboratório especializado em exames antidoping, na Ilha do Governador.

Música
Jimmy, o brasileiro

A “New Yorker”, a mais badalada revista de arte e cultura dos EUA, publica em seu próximo número artigo sobre a redescoberta de “New Love”, a única música gravada por Tim Maia em sua breve passagem por Nova York, nos anos 60. O disco demo original foi encontrado com a ex-namorada de um dos parceiros americanos do brasileiro e os gringos ficaram de queixo caído com a criatividade e o vozeirão do “rei” da soul music brasileira. Lá, Tim era chamado de Jimmy, the Brazilian.

OEA
Deu a largada

Especialistas em políticas públicas de vários países se reuniram de 22 a 24 de janeiro no Panamá, a pedido da OEA, estudando os possíveis efeitos da liberação das drogas nas Américas. A entidade não se posicionará contra ou a favor da legalização, diga-se de passagem, mas subsidiará os demais países-membros com alentado estudo a respeito do tema, que há tempos divide a sociedade.

Infraestrutura
Toca a obra

Têm 42 páginas a sentença do juiz federal Arthur Pinheiro que manteve a licença prévia emitida pelo Ibama para a construção da Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará. Ao rejeitar o pedido do Ministério Público Federal, o magistrado fez crítica aberta ao excesso de ações judiciais em torno do projeto. “A pulverização de questionamentos nos tribunais perpetua conflitos sociais na região do Xingu.”

Cinema
Pecado capital

BOE-06-IE.jpg

O novo filme de Paulo Caldas, estrelado por Maria Padilha, “País do Desejo”, promete. Conta a história de um padre (Fábio Assunção) que se apaixona por uma pianista (Padilha) e, por ela, larga a batina. No meio tempo, ainda lhe doa um rim. Numa das cenas, vemos uma atriz oriental lendo uma revistinha de sacanagem japonesa, enquanto come uma caixa de hóstias banhadas em ketchup.

Fotos: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr; shutterstock, divulgação; Ruy Baron/Valor Econômico/Ag. O Globo; Ailton de Freitas/Ag. O globo


Mais posts

Ver mais

Recomendadas

Copyright © 2017 - Editora Três
Todos os direitos reservados.