Medicina & Bem-estar

Hipnose contra a menopausa

Pesquisa mostra que o método diminuiu em até 80% a frequência e a severidade das ondas de calor sofridas pelas mulheres nessa fase da vida

Hipnose contra a menopausa

chamada.jpg

Um recurso interessante mostrou eficácia para aplacar as ondas de calor que tanto aborrecem as mulheres na menopausa. Cientistas da Baylor University, nos Estados Unidos, divulgaram na semana passada uma pesquisa na qual relatam que a hipnose foi capaz de reduzir em até 80% a frequência e a intensidade das crises, segundo observação das mulheres que participaram do trabalho. Elas também contaram que passaram a sentir menos ansiedade, depressão e relataram sensível melhora na qualidade de vida.

O estudo foi conduzido pelo Departamento de Pesquisa de Medicina Mente-Corpo. Foram selecionadas 187 mulheres que reportavam sofrer pelo menos sete episódios de ondas de calor por dia. Elas foram divididas em dois grupos: um foi submetido a cinco sessões semanais de hipnose e o outro (controle), a sessões nas quais ouviam orientações sobre como lidar com o problema. Além disso, foram orientadas a registrar em um diário a intensidade e a frequência das crises e também usaram um sensor sobre a pele (o recurso media com mais precisão a severidade das crises).

2.jpg

A experiência durou 12 semanas. Ao final desse período, a diferença de resultados entre os grupos foi impressionante. As mulheres hipnotizadas disseram ter sentido uma redução de 80% na frequência e intensidade das ondas. Entre as outras, o índice foi de 15%. As informações registradas pelo sensor também mostraram um panorama muito distinto: entre as que fizeram as sessões de hipnose, a diminuição na intensidade das ondas foi de 57%. Já entre as demais, a taxa foi de apenas 10%.

Os cientistas não sabem ao certo o mecanismo responsável por esses efeitos. “Essa é uma questão que desejamos responder nos próximos estudos”, disse à ISTOÉ Gary Elkins, autor do trabalho. O próximo passo da experiência é determinar se a terapia pode ser aplicada e obter resultado por meio de vídeo. “Queremos tornar o método acessível ao maior número possível de mulheres”, explicou o cientista. Na sua opinião, a hipnose pode beneficiar a todas elas. “Aquelas que possuem boa habilidade para ser hipnotizadas conseguem se beneficiar mais rapidamente, mas com a prática regular a maioria das mulheres pode usufruir dos bons efeitos da hipnose”, afirmou Elkins.  

Foto: shutterstock