Em Cartaz

Cinco histórias para uma atriz

Entre as marcas deixadas pelos anos Berlusconi no cinema italiano, está a ausência de atrizes à altura de nomes como Sophia Loren ou Silvana Mangano

Cinco histórias para uma atriz

CARTAZ-05-IE2.jpg

Entre as marcas deixadas pelos anos Berlusconi no cinema italiano, está a ausência de atrizes à altura de nomes como Sophia Loren ou Silvana Mangano, lembrada com o lançamento de “As Bruxas”. Produzido por seu marido, Dino di Laurentis, o filme em episódios traz a direção de Pier Paolo Pasolini, Vittorio De Sica, Mauro Bolognini, Franco Rossi e Luchino ­Visconti, que sempre tinha a atriz no elenco de suas obras. No seu sketch, Silvana ­interpreta justamente uma estrela de cinema cansada da fama.

Cartaz_DVD.jpg