A semana

A primeira-dama da Challenger

A primeira-dama da Challenger

A americana Sally Ride não foi a primeira mulher a ver a Terra do espaço, em 1983 – duas décadas antes dela, já o fizera a russa Valentina Tereshkova. Mas isso em nada diminui o seu também pioneirismo: ela se tornou PhD em física pela Universidade de Stanford e foi a única mulher escolhida em um grupo de oito mil homens para integrar a missão da Challenger – e foi nessa função que viu o nosso planeta, fora dele. Encerrada sua participação na Nasa, Sally se dedicou a disseminar o conhecimento científico. Morreu nos EUA, na segunda-feira 23, de câncer no pâncreas. Deixou uma carta assumindo publicamente seu longo relacionamento homossexual com a americana Tam O’Shaughnessy.