A semana

O chinês que ficou 264 horas seguidas vendo a Eurocopa

Jiang Xiaoshan vivia na província chinesa de Hunan. Tinha uma obsessão: a Eurocopa. Apesar da diferença de cinco horas de fuso horário entre a China e a Ucrânia, onde os jogos têm sido disputados, ele decidiu que não perderia nenhuma partida. Mais: gravaria e reveria muitas vezes o maior número possível de jogos. Dias e noites insones diante da tevê custaram-lhe a vida: Jiang aguentou 264 horas de olhos abertos. Morreu de exaustão. Seu último jogo foi Itália contra Irlanda.