A semana

Mais um crime homofóbico na Bahia

Os gêmeos José Leonardo e José Leandro tinham 22 anos. Saíam abraçados de uma festa de São João na cidade baiana de Camaçari quando foram vítimas da homofobia de oito jovens munidos de facas e pedras. Sofreram um longo e covarde espancamento. Leonardo morreu. Seu nome agrandou a lista de assassinatos cometidos na Bahia motivados pela intolerância: 15 somente esse ano. Leandro sobreviveu. A Bahia detém há seis anos os mais altos índices de violência contra homossexuais no País.