A semana

TSE aprova candidatura de contas-sujas

Desequilibrado pela entrada do ministro José Antonio Dias Toffoli no lugar de Ricardo Lewandowski, o TSE teve de recuar em sua decisão de tornar inelegíveis os candidatos que tiveram contas de campanha reprovadas pela Justiça Eleitoral. A liberação dos chamados “contas-sujas” se deu na quinta-feira 28 depois de uma apertada votação: quatro a três. Cerca de 21 mil políticos foram beneficiados pela decisão.