A semana

O Rio protesta contra divisão de royalties do petróleo

O Rio protesta contra divisão de royalties do petróleo

O Rio de Janeiro se uniu na quinta-feira 10 para protestar contra um projeto de lei que propõe retirar do Estado R$ 48,8 bilhões até 2020 por meio da divisão dos royalties do petróleo entre não-produtores. Cerca de 150 mil pessoas lotaram o centro da cidade na manifestação Contra a Injustiça – em Defesa do Rio, que contou com a participação de artistas como Xuxa Meneghel, Fernanda Montenegro, Lulu Santos e Letícia Spiller. A adesão massiva também se explica pelo investimento do governador Sérgio Cabral, responsável pela convocação: as concessionárias do metrô, de trens e barcas não cobraram passagens, os comerciantes liberaram seus funcionários, as obras na cidade foram interrompidas e as prefeituras fluminenses, que também serão prejudicadas se o projeto de lei for aprovado, bancaram caravanas para engrossar a marcha. Cabral parece confiar no veto da presidente Dilma Rousseff, caso a proposta passe no Congresso.