A semana

Mutação que gera a cirrose e o enfisema é corrigida

Um importante passo para a cura de doenças genéticas foi dado por cientistas do instituto Welcome Trust Sanger e da Universidade de Cambridge, na Inglaterra: eles foram os primeiros a corrigir células-tronco com mutações genéticas que provocam a cirrose hepática e o enfisema pulmonar. Depois de coletar as células epiteliais de um paciente com cirrose e de substituir os genes defeituosos através de uma técnica altamente precisa de reparação, os pesquisadores verificaram que, em ratos, as novas células se reproduziram sem a doença. Se o transplante até agora era a única opção de tratamento para essas enfermidades, os pacientes podem celebrar a descoberta.