A semana

A honra do inglês vivo e a vida do brasileiro morto

A honra do inglês vivo e a vida do brasileiro morto

A honra de um policial inglês, vivo, está valendo bem mais que a vida de um brasileiro, morto. Feita a subtração, a balança da Justiça britânica pende em R$ 814 mil a favor de seu conterrâneo.

Num dos pratos, o de cima, está a família do brasileiro Jean Charles de Menezes covardemente assassinado em 2005 pela polícia londrina, que o confundiu no metrô com um terrorista. Jean Charles vivia de bicos, mas executá-lo foi racismo. Seus familiares vão receber indenização de R$ 286 mil.

No outro prato da balança, o de baixo, está o ex-chefe de polícia Ian Blair, que se sentiu ofendido com as críticas que recebeu quando da morte do brasileiro. Ele deixou o emprego e levará para casa R$ 1,1 milhão de indenização por danos morais.