A semana

RÁPIDAS

 * O deputado José Antônio Reguffe (PDT-DF) avisa que votará contra a tentativa de recriar a CPMF, não importa a orientação da cúpula pedetista. “A carga tributária no País é de 33,13% do PIB e não faz sentido penalizar ainda mais os contribuintes”, diz.
* Deu nos jornais: em visita à histórica Cidade de Goiás, de Cora Coralina, a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, foi recebida em festa. Mas, tomado pela emoção, o prefeito tropeçou e pediu palmas para a ministra “Ana Caetano Veloso”.
* As obras de ampliação do Terminal 1, da empresa Cattalini Terminais Marí­­­­timos, no Porto de Paranaguá, estão suspensas. O MPF conseguiu na Justiça a tutela antecipada, pois o empreendimento cria “alto risco ao meio ambiente e à vizinhança”.
* Irritados com a negativa do governo ao reajuste salarial, agentes da PF defenderam em assembleia que a categoria “intensifique” as investigações que envolvem nomes do primeiro escalão. Se o reajuste sair, a PF para de investigar?