Comportamento

Favela game

Violência nos morros cariocas é uma das atrações do maior sucesso da indústria do entretenimento neste ano

Favela game

chamada.jpg

Qual foi o maior sucesso da indústria do entretenimento em 2009? Se você pensou em um arrasa-quarteirão hollywoodiano, errou. Um disco de música pop? Também passou longe. Muito menos um programa de televisão. O título pertence a um jogo de videogame chamado Call of Duty Modern Warfare 2.

Lançado mundialmente em 10 de novembro, ele vendeu sete milhões de cópias em apenas 24 horas. Em cinco dias, já havia arrecadado US$ 550 milhões, o equivalente a R$ 953 milhões, em todo o planeta. Para efeito de comparação, o último filme da série Harry Potter (“Harry Potter e o Enigma do Príncipe”), lançado em julho, arrecadou por enquanto US$ 394 milhões.

Tanto sucesso se explica. No Modern Warfare 2, a sensação é de estar dentro de um longa-metragem por causa da qualidade dos gráficos, com nível semelhante à que se vê nos efeitos especiais dos grandes filmes, fica fácil se deixar levar pelos enredos dos jogos. E esse terá apelo especial entre os brasileiros.

É que uma das fases do game se passa em uma favela carioca. Empunhando uma das 50 armas disponíveis, o jogador pode se enfurnar em becos e metralhar oponentes, sob a imagem do Cristo Redentor. Os morros cariocas, forrados por uma mistura caótica de barracos e Mata Atlântica, completam a representação de uma realidade que todo brasileiro conhece. “Esse não é o primeiro game que traz o Rio como cenário”, conta Roger Tavares, doutor em comunicação e semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). “Só que esse nível de detalhamento é inédito”, reconhece.

7milhões de cópias
do Call of Duty Modern Warfare 2 foram vendidas nas primeiras 24 horas do lançamento

US$ 550 milhões
foram arrecadados nos primeiros cinco dias de venda do game, um novo recorde mundial

A qualidade gráfica não é o único atrativo. Nos jogos atuais, interatividade é tão importante quanto uma boa arte-final. E hoje ela se garante com uma ferramenta: a internet. É por meio da rede que os jogadores encontram parceiros dispostos a jogar, em todos os cantos do mundo. No Call of Duty Modern Warfare 2 as disputas são organizadas automaticamente por servidores que conectam videogames, e seus respectivos donos, uns aos outros, 24 horas por dia. “Antigamente, jogávamos contra o computador”, lembra Tavares.

Confronto Virtual Brasileiro

img1.jpg
Shadow Run Há quem discuta se a inspiração para um dos principais cenários do game veio do Rio de Janeiro ou da cidade de Santos

img2.jpg
Counter Strike Um grupo de entusiastas do jogo criou um pacote que emula as favelas cariocas e que pode ser baixado gratuitamente da internet

“Mas os computadores são previsíveis já os seres humanos não”, diz. É com um misto de perfeição gráfica, riqueza de enredos e cenários e crescente interatividade que os games devem aumentar cada vez mais sua participação no mercado de entretenimento. “O caso do Modern Warfare 2 é emblemático desse novo momento da indústria de games: é impossível ficar alheio a ele”, afirma Tavares.

thumb_video.jpg