A semana

Suspeita de extorsão, juíza do caso Bruno é afastada

Está afastada de suas funções, pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais, a juíza da cidade de Esmeraldas, Maria José Starling. Ela é suspeita de ter tentado extorquir R$ 1,5 milhão do goleiro Bruno para conceder-lhe a liberdade em habeas corpus. O ex-goleiro continua preso (há quase um ano) sob a acusação de participar do suposto homicídio de Elisa Samudio – ela está desaparecida, mas não há provas materiais que sustentem a tese de assassinato.