Gente

“Se não ganhar, não é bom técnico”

Na terça-feira 26, o ex-jogador Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, recebeu mais um titulo para sua coleção, o de "embaixador honorário" do Brasil para a Copa de 2014

“Se não ganhar, não é bom técnico”

GENTE-PELE-IE.jpg

 

Na terça-feira 26, o ex-jogador Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, recebeu mais um titulo para sua coleção, o de “embaixador honorário” do Brasil para a Copa de 2014. Concedido pela presidente Dilma Rousseff, o cargo, não remunerado, tem além dos louros, muito trabalho até 2014, como conta em entrevista exclusiva à Coluna.

Que medias tomará com embaixador?
A parte tática será feita pelo ministro do esporte, Orlando Silva. A presidente Dilma queria que eu estivesse junto ao governo. Não pude deixar de aceitar.

O que já fez?
A presidente pediu para eu fazer uma campanha publicitária. Deve ser veiculada semana que vem. Nela falo que quero jogar com os 190 milhões de brasileiros construindo a Copa.

O Brasil está atrasado?
Está. Mas como tudo no País, se dá um jeitinho. Espero que depois do trabalho que fizemos nestes dois anos para receber Copa e Olimpíada, consigamos entregar. Nas convenções para trazer estes eventos eu falava muito com membros da África, América Latina. Uma vez o (presidente do COB – Comitê Olímpico Brasileiro) Carlos Arthur Nuzman disse: ‘Crioulo, precisamos dos votos dos olhos azuis, da Suécia, Alemanha, esses outros já temos’. Eu disse: ‘Dou atenção para todos’. E foi assim que conseguimos trazer Copa e Olimpíadas.

Considera Mano Menezes a melhor opção para a seleção?
O problema do Brasil é ter que ganhar. Se ganhar é bom técnico, se não, não é. Eu, particularmente, acho que, em campo, o Muricy Ramalho, preste atenção, como técnico, e o Vanderlei Luxemburgo, são os dois melhores do Brasil.

Você não cogitou o Felipão.
Acho esses dois melhores.

Quais são os candidatos a campeões no Brasil?
Nunca falo nomes. Todos apontavam Brasil e a Argentina para a final da Copa América. O Brasil ainda não está com um time montado para chegar numa final de Copa, mas existem os favoritos. Alemanha, Brasil, agora Espanha, se continuar com esse time.