Edição nº2488 18.08 Ver edições anteriores

Sem noia

Fernando Henrique Cardoso defende a descriminalização das drogas em “Quebrando o Tabu”

Sem noia

GENTE-02-IE-2169.jpg

 Fernando Henrique Cardoso defende a descriminalização das drogas em “Quebrando o Tabu”, de Fernando Andrade, mas garante que não gostou do que viu em sua estreia nos coffee shops da Holanda, onde a venda de maconha é permitida. “Não é estimulante. Achei um lugar deprimente.” Para FHC, hoje é confortável abraçar a causa. “Quando somos candidatos corremos o risco de incompreensões”, diz.
“É mais fácil um ex-presidente se sentir à vontade para abordar temas delicados.” No documentário, o cineasta mobilizou ainda o músico David Byrne para integrar a trilha. Daí nasceu “Dirty Rainbows”, com percussão do Afroreggae, gravada em Vigário Geral. “Fizemos cinco versões. Eu, de São Paulo, trocando e-mails com David, em Nova York, e Afroreggae, no Rio”, contou.

 

Balas
A 9ine vai produzir, um documentário sobre a vida de Ronaldo Fenômeno. Um dos patrocinadores do projeto é a Nike. A produção começou há 10 dias. O cantor Seu Jorge empresta sua voz a um computador na websérie “Crônicas de um PC”, com estreia na terça-feira 7, na rede. Serão quatro episódios de dez minutos cada. A festa de lançamento acontece na Fundição Progresso, no Rio, na segunda 6, com direito à canja do protagonista.

Poderes de Beyoncé

GENTE-ABRE-IE.jpg

 Nem os nove meses de férias alteraram as curvas perfeitas de Beyoncé. O período sabático foi um presente que a cantora americana se deu para comemorar os 30 anos que completará em setembro. “Dei uma pausa, algo que nunca havia feito”, contou a popstar, capa da próxima edição da revista “Billboard Brasil”. De volta ao batente, ela se dedica ao álbum “4”, com lançamento previsto para este mês, e também se prepara para outro desafio: ser dirigida por Clint Eastwood na refilmagem de “Nasce uma Estrela”. “Ainda estou em choque, sem acreditar que isso possa estar acontecendo. Ele é com certeza o melhor”, tietou.

 

A bela das suítes presidenciais

GENTE-03-IE-2169.jpg

 A suíte presidencial do Hotel Tivoli Mofarrej, a maior da América Latina, com 750 metros quadrados, foi reservada para a diva francesa Catherine Deneuve em sua passagem relâmpago por São Paulo durante o Festival Varilux de Cinema Francês na quarta-feira 8. A eterna “bela da tarde” chegará de helicóptero ao hotel acompanhada pela atriz Audrey Tautou. No dia seguinte é a suíte presidencial do Sofitel, em Copacabana, que receberá a musa de Luis Buñuel, que fica por lá até o domingo 12.

 

Tá chegando a hora

GENTE_06_IE-2169.jpg

 Pode chegar ao fim nos próximos dias a negociação pelos 30% das ações da Rede TV! do vice-presidente Marcelo de Carvalho. O desfecho caminha para que o presidente Amilcare Dallevo se torne único proprietário. Como tem a preferência de compra, por contrato, o empresário deve adquirir as ações por R$ 480 milhões. Se der errado, as negociações serão retomadas com grupos estrangeiros.
A cifra de R$ 500 milhões é a que está em negociação com o grupo Cisnero, gigante de comunicação venezuelano e com um fundo de investimento americano. “Para mim o negócio só está fechado quando está absolutamente fechado. Enquanto, isso sempre pode fazer água”, diz Marcelo. Ele já estuda negócios com possíveis parceiros estrangeiros na área de novas mídias e entretenimento, e projetos imobiliários. Mas, no dia a dia da Rede TV!, o empresário permanece forte. Nada é executado sem sua assinatura.

O postal de Sean para avó

GENTE-04-IE-2169.jpg

O advogado da família brasileira do menino Sean Goldman (na foto com o pai, David Goldman), Sérgio Tostes, prevê para o segundo semestre o novo julgamento no STJ, que decidirá se houve ilegalidade na sua repatriação para os EUA, em 2009. Em dezembro daquele ano, Sean, que tem dupla cidadania, foi entregue ao governo americano sem passaporte. “Isto é tão fora do normal que no Brasil só há uma situação parecida: a entrega da Olga Benario aos nazistas”, compara Tostes. À coluna, a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, diz que tenta promover o encontro da avó com o neto.

A sra. tem contato com a avó se Sean, Silvana Bianchi?
Sim, estamos movendo ações com o Ministério de Relações Exteriores para que a avó possa encontrá-lo. Chegou às minhas mãos um cartão do Sean para sua avó e o levei até ela há duas semanas. Foi entregue por Sean e seu pai numa visita de diplomatas brasileiros.
No que avançou o caso?
Essa visita consular onde pegamos o cartão. É pouco, mas tentamos sensibilizar o pai. Não queremos enfrentamento. Para nós, a guarda está decidida. É o pai quem a detém.
A posição do governo é apoiar a avó para visitar a criança, mas não na luta pela guarda?
É legítimo que ela lute. Quando ele crescer, ela poderá dizer que nunca desistiu. Mas há uma decisão judicial e a reconhecemos, porém não foi dito que a avó nunca mais o verá. O que o governo propõe é um acordo entre as famílias. Não tenho acompanhado a dimensão judicial.
Pela Convenção de Haia, não se pode fazer busca e apreensão de uma criança que more há mais de um ano num país. Sean viveu no Brasil por quase cinco anos. Por que a Secretaria apoiou seu retorno aos EUA?
Não gostaria de responder questões sobre um período que não estava à frente da secretaria. 

 


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2017 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.