A semana

Toma lá dá cá

Toma lá dá cá

SENADOR EDUARDO SUPLICY (PT-SP)

ISTOÉ – Parlamentares devem prestar serviços de consultoria?
Suplicy – Eu não sou a favor, pois considero os limites éticos muito tênues. Em sua autobiografia, “A Fantasia Organizada”, Celso Furtado explicou que os homens públicos devem observar princípios rígidos.

ISTOÉ – Mais do que o cidadão comum?
Suplicy – Sem dúvida. Os políticos têm de ter muito cuidado com suas ações. E devem agir com total transparência.

ISTOÉ – O sr. também tem outras fontes de renda?
Suplicy – Recebo apenas o aluguel de uma loja na avenida São Luiz, que herdei de meu pai. E sou professor de administração na FGV desde 1966.