Em Cartaz

Em Cartaz

Em Cartaz

Discos
Jet Samba, com Marcos Valle (Dubas Music) – Autor de clássicos da segunda fase da bossa nova, como Samba de verão, o compositor carioca devia ao público um disco instrumental nos moldes de Braziliance, de 1967, que consolidou seu prestígio nos Estados Unidos. Em Jet samba, Valle se apóia na sonoridade única do piano elétrico Fender Rhodes para exibir seu talento de instrumentista e arranjador, fã de Henry Mancini, Jimmy Webb e Tom Jobim, contemporâneo de Eumir Deodato, Sérgio Mendes e Roberto Menescal. Das trilhas televisivas, como Selva de pedra, à regionalista Campina grande, passando pelas suingadas Posto 9, Previsão do tempo e Bar inglês, Valle produziu um disco de craque, em tudo superior aos mais recentes, voltados para o Exterior. Ouça sem parar. (Luiz Chagas)

Livros
Discurso sobre o capim (Companhia das Letras, 120 págs., R$ 27), de Luiz Schwarcz – No posfácio deste que é seu primeiro livro dedicado ao público adulto, depois de Minha vida de goleiro e Thesouro da juventude, o editor recorre a Marques Rebelo, Ernest Hemingway e Carlos Drummond de Andrade, que dizem “escrever é cortar”. Assim Schwarcz desbastou seus 11 contos, os 11 que sobreviveram aos sucessivos cortes, até chegar ao cerne, ao “capim” – metáfora de “essência” utilizada na história Livro de memórias. O resultado é um livro de memórias alheias, delicado e detalhista, povoado por apartamentos de fundos, esculturas efêmeras, Tarzan, Truffaut e televisão, camas vazias, vulcões. Tudo descrito com emoção e texto enxuto. Leia sem parar. (Luiz Chagas)

DVD
A malvada (Fox) – Conhecida pelas personagens fortes e más – galeria que pode ser apreciada na caixa da Warner com Vitória amarga, A carta, Vaidosa e Lágrimas amargas –, desta vez Bette Davis faz o papel de vítima numa história cruel sobre os bastidores da Broadway. Como a célebre atriz Margo Channing, ela se vê traída pela protegida Eve (Anne Baxter), que se apresenta como admiradora da estrela para, como sua secretária, usurpar-lhe o lugar em casa e nos palcos. A situação foi copiada por Fassbinder em Lágrimas amargas de Petra von Kant, Almodóvar em Tudo sobre minha mãe e Gilberto Braga em Celebridade. Mas que ninguém se engane. Bette é mesmo a malvada do título, como avisa na cena do aniversário do amante: “Apertem os cintos, senhoras e senhores. Esta noite vai ser turbulenta.” Assista até o fim. (Ivan Claudio)