A semana

R$ 50 mil

é o valor da multa que a Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva aplicou à equipe Sada Cruzeiro pelo fato de sua torcida, durante uma partida, ter ofendido em sua sexualidade o atleta Michael, da equipe adversária Vôlei Futuro – ele publicamente se declarara gay. É a primeira vez no Brasil que a Justiça Desportiva impõe condenação por “ato de homofobia”.