Seu bolso

A melhor maneira de usar o cartão no exterior

O governo alterou as regras para compras feitas nas viagens internacionais com o dinheiro de plástico. Saiba o que mudou e como atenuar a mordida do imposto

A melhor maneira de usar o cartão no exterior

img.jpg 

Para conter a valorização do real e a deterioração das contas externas, o governo aumentou de 2,38% para 6,38% o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). A medida, que começa a valer a partir de 28 de abril, atinge em cheio as famílias com viagens programadas para outros países que usam cartão de crédito para suas compras internacionais. A questão agora é o que fazer para atenuar a mordida do governo. Uma alternativa óbvia – e arriscada – é sair do Brasil apenas com dinheiro no bolso. Nas casas de câmbio, o IOF permanece em 0,38% e o limite permitido para viagens ao Exterior é de R$ 10 mil. Os cartões pré-pagos são outra opção para driblar o aumento do imposto, mas obrigam o turista a antecipar os gastos que serão feitos em território estrangeiro. Há três opções de cartões pré-pagos no mercado (Amex Global Travel, Mastercard Cash Passport eVisa Travel Money).

A forma de usá-los é simples. Basta carregar o pré-pago pela cotação do dia e o IOF, também de 0,38%, é descontado imediatamente nas casas de câmbio ou nos bancos. Confira o que o novo imposto muda na sua rotina de compras e conheça as melhores opções de pagamento para viagens internacionais.

img1.jpg