Seu bolso

Filmadoras portáteis

Elas chegam em alta resolução e prometem desbancar seu principal concorrente: o celular

Filmadoras portáteis

 A filmadora tornou-se hardware secundário. Os vídeos perderam a qualidade e diminuíram suas resoluções para acompanhar a portabilidade dos dispositivos móveis. A novidade é que agora há fi lmadoras portáteis em alta resolução e a preços razoáveis. Embora alguns celulares tenham câmeras superpoderosas, como é o caso do LG-KC780, o preço fica salgado para quem dispensa as outras funcionalidades do aparelho. Aqueles que só querem filmar, no entanto, podem encontrar boas opões no mercado. A câmera da Multilaser sai por R$ 199. Já o modelo da Samsumg é mais caro, mas ganha em atributos: tem 10 megapixels e zoom óptico de 3x que, diferentemente do zoom digital, garante a nitidez mesmo com a aproximação do objeto a ser fotografado. A Kodak investiu numa câmera “esporte”, com modelo à prova d’água que suporta até três metros de profundidade. Uma opção para quem procura facilidade no manuseio é o aparelho da Sony que, com o “face detection”, ajusta a luz automaticamente. A maioria dos modelos possui porta USB retrátil acoplada ao aparelho e cartão de memória expansível a 16 GB em média. No Exterior, as filmadoras já chegaram à tecnologia 3D com preços que variam de US$ 200 a US$ 600.

img.jpg