A semana

Sexo e previdência

Sexo e previdência

A travesti Lilith Prado faz parte de um seleto grupo. Ela é a única trabalhadora autônoma do País que contribui com o INSS como profissional do sexo (o Brasil tem cerca de 6,1 milhões de contribuintes) e está com os pagamentos rigorosamente em dia. A sua atividade é reconhecida como profissão pelo Ministério do Trabalho e pelo Ministério da Previdência Social desde 2002. Pode se aposentar após 35 anos de contribuição.