A semana

Militares americanos poderão “sair do armário”

Militares americanos poderão “sair do armário”

A juíza Virginia Phillips, da Califórnia, enfrentou a polêmica lei que proíbe soldados americanos de revelar sua orientação sexual considerando-a inconstitucional. Para Virginia, “Don’t Ask, Don’t Tell” (Não pergunte, não conte) fere os direitos fundamentais dos integrantes das Forças Armadas. E o veredicto foi mais longe. a juíza federal determinou a suspensão imediata de qualquer investigação ou expulsão do serviço militar motivada por homossexualidade. O Departamento de Justiça pode recorrer em até 60 dias, mas dá sinais de que não irá contra a determinação. O Pentágono estuda uma reforma do assunto. A questão promete esquentar o debate antes das eleições legislativas deste
ano nos EUA. “Don’t Ask, Don’t Tell” foi implementada em 1993, no governo de Bill Clinton.